segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Egoismo

Ao teu redor permaneço como um lobo a sua presa
Vigio teus passos e antecipo seus movimentos
Quero te possuir, te ter

Vou ao teu encontro sem medo e sem vergonha
Chego até você mas sou impedido de prosseguir
Pela distância imposta por sentimentos e medos


Então aos poucos novamente me distancio
Até chegar ao ponto de não mais lembrar de você
Até chegar ao ponto de não ser mais amor


Luciano Fabre

10 comentários:

Carol Mioni disse...

"...a sombra que corre atrás de nós definitivamente tem 4 patas..." C. P. E.

Muito bom =]

Ale Danyluk disse...

O que sucumbe,
o que penetra,
também confunde,
daquilo que se espera,
do que foi erguido,
sentimento disfarçado,
Mal conservado
mas que não morre,
Por hora vegeta...
Minha outra versão do desamor.

Simbora porque a vida é agora.
Beijo menino que sabe tudoooo

Ale

[ rod ] ® disse...

ter você de volta é ter um pedaço de um poeta em tom maior... putz cara quão bom é saber que voltastes... você faz falta demais!!!

Lilianne Mirian' disse...

- Poxa...
Que demora hein Liindo..
Pq torturas com tua ausência?!
Encantas..
Como Sempre

Beiijos Enormes!!!

Luifel disse...

Rapaz, excelente poema, sempre é bom te ler... estavamos os dois ausentes um tempão, mas enfim, voltei e tu voltou tb...

Terminei um relacionamto recentemente e sinto que esse poema resume mais ou menos exatamente o que eu vivi, incrivel!

Excelente 2010, rapaz, abç!

[ rod ] ® disse...

Vim te desejar um feliz 2010 meu caro de saúde, paz e sucesso... grande abs.

Maria Flor disse...

Lu,

Nem acredito que você voltou. Anda sumido por aqui... aparece lá no meu cantinho!!

beijocas,

Maria Flor.

Lilianne Mirian' disse...

- Adoreii a Foto!
Agora parece que conheço vocÊ!
=]

beiijOO!

Thiago Ya'agob disse...

"Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu pra sempre." (Miguel Sousa Tavares)


...

Desculpe a invasão.
Tenha um ótimo final de semana.
Doce paz.

Cris disse...

Lu, que maravilha te ler novamente!
Ilumina esse espaço cibernético, com a serenidade de suas palavras. Sensações fluindo, desejos descritos, vontade em pedaços, palpáveis, notáveis, tangíveis.
Apaixonante como sempre...
Não suma!
Bjs