segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Fortaleza de Vidro

É uma prisão sem grades
Uma fortaleza sem muros
Um mundo sem som e sem cor
De dias cinzas me alimento e neles me refugio
Não sinto o sol nem a luz da esperança
Quero dormir e não mais acordar
Para de sonhos e ilusões sobreviver
Ilusões de ser tudo o que não consigo ser
De aprender o que tenta me ensinar
Não quero mais sofrer este medo
Preciso me libertar e quebrar os elos
Dos grilhões me ver livre
Ou deixo de ser eu para ser o duvidoso
Ou morro para ser você

Luciano Fabre

53 comentários:

Ana Vitória disse...

"Ilusões de ser tudo o que não consigo ser"

Perfeito!

Precisamos nos libertar e ter a coragem de nos admitir como somos!

Francine Esqueda disse...

É um oco de sentimentos... uma redoma recheada se desejos...
Enfim, coisa nova! Adoro ler o que vc posta pra nós! Parabéns!
Um super beijo e boa semana!
Volto logo, vc sabe?!!!!

Paulo Vilmar disse...

Luciano!
E, nesta insana luta, nunca somos nós mesmos... Belíssimo poema, estava sentindo falta....
Abraços!

Luifel disse...

Meu caro,o texto como sempre surreal.

Me identifiquei em varias partes do seu poema, alias, exatamente nessa parte

"(...)De dias cinzas me alimento e neles me refugio
Não sinto o sol nem a luz da esperança
Quero dormir e não mais acordar
Para de sonhos e ilusões sobreviver (...)"

Eu venho me sentindo meio assim, mas eu espero no Senhor q melhore.

Abção!

Mimi disse...

8 ou 80???

afff... espero que encontres o caminho do meio...

Adriano Veríssimo disse...

EU VORTEI AGORA PRA FICAAAAAAR!
rs

Estu de volta queridão. Desculpe pelo tempo distante, mas agora firme e forte.

Querido, puxa, já senti, sinto e sentirei inúmeras vezes, algo parecido ou igual. A pior prisão é aquelas que não precisam de algemas. O pior tapa é a palavra direta e escarrada. A pior mordida, é o beijo não recebido.

Puxa, quanto amor, ou pelo menos, quanta inspiração hein!?

Grande abraço
=)

Guizaum disse...

um mundo sem cor é foda...
Existe uma série de momento que podemos nos sentir nessas prisões

Ludmila Prado disse...

você é você, texto maravilhoso, diz muito desses dúvidas que também tento entender.

agente consegue TUDO, somos capaz de aprender qualquer coisa.

saudades de você!
beijos

' arcano disse...

Adorei sua intensidade :]

Maria Flor disse...

Oi LU!!!

Que saudade e que poesia linda!!! Lá vem eu... mas vc deixa eu postar essa poesia lá na minha casa? É que é taõ linda e tão parecida com o que eu ando vivendo... sem rumo assim, mas presa não a niguém mas ao mundo.


beijocas!

PS: apareça, você anda sumido...

Paulo Vilmar disse...

Luciano!
Tinha certeza de ter deixado um comentário, aqui, mas... coisas da Dona Internet!
Adorei o poema, a morte, as vezes é simples libertação...
Abraços!

Sônia disse...

Que bonito...
Muito simpático o seu blog! rs...


Um abraço!

Francine Esqueda disse...

Luuuu!!!
Eu já me senti assim muitas e muitas vezes... Sempre me identifico com seus textos! Estava com saudades! Mas...
Se eu não venho aqui, vc não aparece mesmo lá em casa, né?
Tenha um ótimo dia!
Beijocas e abraços

Ale Danyluk disse...

Suas palavras tem cor...
E brilham por onde passam...
E não são sombras, estão a cintilar ao seu redor.
Lindo tudo que vi.
Beijo
Ale

Francine Esqueda disse...

Quando vai adicionar meus comentários??? Rs... Queremos mais novidades e coisa boa!!! Tem "presente" para vc lá no meu blog!

Bom fim de semana!

R Lima disse...

Meu amigo


vim anunciar o fim


Texto de hoje: o fiM...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Flavinha disse...

Nem morra, nem seja outro.

Seja vc :)

Beijo!

Profº. Eric Frantto disse...

Muito bom! Boa notícia:
VOCÊ ACABA DE GANHAR UM SELO! Passa no "( Óculos e All Star )"para pegá-lo! Grande abraço!

Raysla Camelo disse...

"Ou deixo de ser eu para ser o duvidoso
Ou morro para ser você"

E por que não ser você mesmo?
A liberdade tá dentro de cada um e só!

Adorei o blog.
=)

Carol disse...

Seja sempre VC!
Não vale a pena morrer pra sem ninguém!

Gosto quando vc escreve!

Beijos

Francine Esqueda disse...

Apareci para agradecer...
Obrigadão pela visita!
Um super beijo e bom resto de semana!

Paulo Vilmar disse...

LLLLUUUUCCCIIIAANNNNOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!

SAUDADES, VOLTA...
Abraços

' arcano disse...

Adoro essa sua intensidade!
Muito bom!

Tudo ou nada ... disse...

Galera é muito bom vir aki e ver tantos comentarios legais, fico muito feliz mesmo. Mais uma vez peço desculpas pelo meu desaparecimento, é que ultimamente tem sido barra aparecer por aki, muito trabalho.
Um grande e carinhoso abraço a todos vcs e um ótimo fim de semana.

Quase Trinta disse...

Nossa Luciano que texto maravilhoso e traduz exatamente o momento em que estou vivendo... um mundo de sonhos e ilusões, uma prisão que eu criei pra viver do jeito que quero com quem eu amo (mas q não me ama) aliás nem sei se eu amo ou me acostumei com essa idéia.. ai q confusão...

Mas enfim, adorei aqui

Sandra Leite disse...

"Ou morro para ser você"

Fica. Não morre. saudadesssss

beijos

Cris disse...

Oi Luciano,
Sua visita sempre me traz muita alegria, sabia?
O mais engraçado é que acabei de postar um mini-conto que fala também a ilusão:
"A ilusão é a menor partícula da felicidade"...
...bom, é isso!
Some, não, viu?
Grande abraço!

Do Jeito Que Eu Sou disse...

nao sei como....mas voce se superou
maravilhoso.......muito bom
bjus Lu

Marcella disse...

Lindo poema! Muitos se imaginam em alguma situações, assim como eu imaginei...
Adorei seu blog!

beijos!

Francine Esqueda disse...

Lindão:
Amanhã é meu aniversário! Fica aqui o convite para a festinha que vou fazer lá no meu blog! Sua presença e suas dicas serão meu presente!
Vê se aparece!
Um super beijo

Ludmila Prado disse...

saudadeeeeeeeeeeessss imensas de você e de seus comentários la no blog.

intendo a falta de tempo, é horrivel neh, espero você aparecer lá no meu cantinho.

beijos

Tamires ________ disse...

Olá Luciano!
Minha primeira visita por aqui...Não sei como aconteceu... rs, um link puxando outro...Mas, adorei isso aqui...esse seu canto me fascinou... voltarei mais vezes... para me deliciar ainda mais...
Meu beijo pra vc (e como vc disse, só se vc for de beijo, senão, um abraço, ok?). Parabéns!

Fabi disse...

ei ei , vc lembra da minha voz?

ela continua a mesma , mas os meus cabelos...


to de volta


beijo

dyone F disse...

rs... da pra atualizar isso aqui???...rs
saudade dos belos textos...

principalmente quando são pra mim..

bejocas

ps: eu te amo.

Ana Bella Carolina disse...

Muito obrigada pelas palavras queridooooo...

Quanto tempo nao apareço por aqui, vida tão corrida, saudades dessas leituras...

Um grande beijo!

Marcos.Teacher disse...

aaah as vezes o sonho é o melhor lugar pra se viver...tô de volta amigo..abraço

Fragmentos disse...

Demorei, mas voltei e chego aqui e dou de cara com esse seu poema. Nossa mãe, parece que você me conheceu e escreveu esse poema pra mim.

Profº. Eric Frantto disse...

VaI falando Fabre...
Grande abraço!

Ludmila Prado disse...

CADÊ VOCÊ AMORE!!!!!!
saudades

Jota Fagner disse...

Me remeteu a um poema de Goethe, Os sofrimentos do jovem Wether, já leu?
Abraços!

Dedinhos Nervosos disse...

Maravilhoso... como sempre vc consegue traduzir muito bem todos os sentimentos... adorei.
Bj.

Toni Rabelo disse...

Primeira vez por aqui e vontade de voltar sempre agora...
Suas palavras são fortes e doloridas mas ainda sim têm muita cor!
Gostei!

Grande abraço.

Renata Emy disse...

Lú,

Kde vc?

Tomou chá de sumiço é?

Saudade de vc...

Apareça!

Bjão

[ rod ] disse...

ops... retornei



Venha conferir o início de tudo.

Venha sentir o gosto dos meus...

Traga também os seus.

O antigo blog O AveSSo dA ViDa agora se chama dogMas.


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Cris disse...

Nao some nao, vc faz falta...
Bjkas!
Cris

Juliana disse...

"Ou deixo de ser eu para ser o duvidoso
Ou morro para ser você"

Adorei o poema!!!
Beijão

Paulo Fernando disse...

Espetacular. Muito bom mesmo. Atualize mais vezes para nos brindar com este dom.

Abraços!

Caetano disse...

admitir pra crescer. quando reconhecemos nossos ridículos e nossas verdades, as coisas fluem melhor. nada resta a perder.
parabéns élas palavras. belíssimas!

forte abraço

teo netto disse...

Me culpo pelo tempo em que eu não passo por aqui.

Perfeito!

Parabéns!

Bill Stein Husenbar disse...

Nesta época natalicia, desejo um Feliz Natal recheado de momentos bons e inesqueciveis na companhia dos que mais ama. Que a alegria e a esperança se espalhe e se concretizem no coração de cada um de nós.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Flávia disse...

Lu, não podia deixar de passar por aqui pra te desejar um 2009 repleto de realizações, de esperanças, de sonhos, de amor... que seja um ano de muita luz na sua vida. Um ano de grandes coisas. Um ano de paz, de muita paz.

Um beijo, querido.

uma casa ao seu dispor disse...

continua vivo e sê TU.


João

teo netto disse...

cade você?